BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Eu só quero um final feliz!

E as vezes eu me dou conta de que o que eu quero de verdade é um príncipe dos olhos verdes, e eu acho graça porque eu sei que isso é impossivel. Então eu penso que alguém em quem eu pudesse confiar, que me entendesse com apenas um olhar, secasse minhas lágrimas, dissesse que me ama e risse lindamente das minhas doidices já seria o bastante. E aí de novo eu percebo que isso é quase impossivel, porque talvez esse cara esteja na minha frente e eu nunca me dei conta, porque eu estava como uma louca proucurando o príncipe dos olhos verdes que não apareceu. E aí eu percebo que eu perdi tempo, perdi pessoas, que eu não vivi nada, daí eu me arrependo como uma tola e minto, minto pra não mostrar quem eu sou de verdade, quer dizer, não exatamente isso. As pessoas me conhecem de verdade, eu minto mal, mas elas acreditam, as vezes elas parecem ser mais tolas do que eu.

Eu minto pra não parecer a boba que eu sou, minto porque elas perguntam demais, querem saber demais. E eu me sinto mal, com a verdade, comigo, com elas. Então eu me sinto bem com alguém que não pergunta, que simplismente me deixa encostar a cabeça no seu ombro, sem me perguntar o motivo da tristeza, da dor. Isso me faz bem. Porque no fundo a única coisa que essas pessoas curiosas querem é falar da tua vida, é ficar informado, é porque tu passava uma imagem, é porque eles te definiram como alguém e derepente virão essa definição sumir, com o que tu é de verdade e agora eles querem tirar a prova dos nove. Só pra ver se o que eles pensavam de ti pode ser real ou não.
E as vezes essas pessoas só porque não devem nada a ninguém, se acham no direito de despejar as verdades delas na tua cara, sem saber se você está interessado em saber o que elas pensam de ti, não, na verdade não é o que eles pensam de ti, e sim o que eles acham que tu deve fazer da tua vida. Sem saber se é mesmo isso que tu quer fazer da tua vida, e as vezes elas falam umas merdas, que machucam sabe. E eu engulo; a raiva, o ódio e as lágrimas guardo pra noite pra quando for dormir e fica o ressentimento e a certeza de que mesmo que eu não devesse nada pra ninguém, eu jamais teria coragem de dizer o que algumas pessoas se acham no direito de dizer pra mim. Mas eu só mando na minha boca. E nem na minha vida eu mando.
Então as coisas vão passando na minha cara e eu fico sentada na calçada, olhando as coisas acontecerem e sempre que eu tô feliz o tempo passa como um trem bala. Só pra me fazer sofrer, me ver sofrer. E eu sinto que de baixo dos meus pés o mundo vai se movendo, e eu faço tudo escondido, talvez eu tenha vergonha. Não sei se da felicidade, mas talvez de quem seja a minha felicidade e no fundo é isso que eu não quero adimitir. E isso talvez acabe magoando algumas pessoas. Mas aí vem as outras me dizendo o que eu sou, ou pelo menos o que deveria ser e assim por diante, e minha vontade é de sair correndo e dizer pra me esquecerem. Mas não pensem que eu sou a boneca de pano das pessoas, é isso o que elas tentam, me dizer como agir, como devo trata-lás, -mas é incrivel que elas sempre esquecem como devem me tratar- como devo agir com os outros, com quem devo falar.
E aí eu me pergunto; será que elas tratam todo mundo assim? Ou será que o problema sou eu, talvez eu tenha cara de influênciavél, é talvez seja isso. E eu passo meus dias assim, trancada, na frente de um computador, ou ouvindo música. Porque eu não sou popular. E de verdade esse rótulo não me atrai, porque no fundo -pode até ser preconceito- eu tenho uma certa repulsa por esse tipo de gente, eu tento o máximo possivel ficar longe delas. E então vou dormir com o meu travesseiro, e sonhar com ele, infelizmente ele tem olhos verdes. Que talvez a gente vai se conhecer no ponto de ônibus que eu sempre vou, ou talvez na fila do almoço, e ele vai saber cantar, tocar violão, vai ser romântico e vai saber andar de skate, e é sempre esse mesmo clichê. Mas a culpa é dos livros, novelas e filmes que eu costumo ler e ver.
Então eu sei, no fundo eu sei. É pedir demais. E o que me resta é me conformar. Me conformar com o carinha dos olhos pretos, que curte rock e que sempre me passa aquelas cantadas, bem imorais que sempre me arranca uma gargalhada, aquele cara que não acredita em Deus, ele que me entende e que diz sempre 'eu te amo', que não faz perguntas a não ser que eu comece e que sempre me dá o seu ombro. Então a verdade é que eu quero uma história. Mas não pensem que eu estou desesperada, não é nada disso. É só que as vezes há a solidão e quando eu tô longe eu sinto falta. Eu quero um começo, um meio, um fim talvez. A verdade é que eu quero sim, um final, um final feliz.


P.S. "E daqui a pouco vão querer morar em você, vão querer morar em você..."
Seu mestre mandou (Pitty)

P.S. Imagem do blog; - VIIDA FACEIIRA .

Beijos ;*

6 comentários:

''Tay' disse...

Acho que o que é nosso ta guardado, então, quando menos esperamos, o final feliz aparece ^^ é só uma questao de ter paciencia.

bjus =*

Rafa Sady disse...

Isso é o que todos querem, afinal. Talvez valha a pena abrir os olhos pra quem está do seu lado, ele pode não ter olhos verdes, mas vc vai saber que é o cara certo quando achar os olhos dele mais lindos e brilhantes que os de qualquer outro (;
:*
P.s.: mudei o nome e o lay do blog, e to usando meu sobrenome, então passa la pro caso de n me reconhecer ;p
sentindoepensando.blogspot.com

Tania T. disse...

"Meu amor, acredite num final feliz..." Lembra dessa música?

O seu post me fez lembrar dela.. adoro!!

Acredite que Deus tem o melhor pra vc! Que vc vai encontrar um alguém, não o alguém perfeito, pois não existe, mas um alguém que seja perfeito com vc! Que se completem!!

Eu tbm quero uma história.. e tbm não estou desesperada! Te entendo.. mas agora só quero uma coisa, uma história com final feliz!! hehe' =D


Feliz ano novo pra ti!!

BjoO

gabyshiffer disse...

Não será o final e só o começo...
:)
Lindo texto

Vim conhecer o seu blog e adorei
já estou te seguindo...
:)
“Não importa onde você parou...
Em que momento da vida você cansou...
O que importa é que sempre é possível recomeçar.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida e,
o mais importante...
Acreditar em você de novo” (Drummond)

Feliz 2011 pra vc...
Bj♥s na Alma!

''Tay' disse...

Tem selinho pra voce no meu blog.

bjus =*

Jamylle Carvalho disse...

Vou ser sincera, não tive coragem de ler o texto por que eu realmente não estou bem emocionalmente e textos do tipo podem não ajudar, rs. Mas sei que está ótimo.
Passei pra retribuir a visitinha :*